sábado, 7 de março de 2015

Beloranib Promete Emagrecimento Sem Dieta

Mais uma esperança para quem luta para emagrecer: esta semana foram publicados resultados positivos com a droga experimental beloranib. A substância, desenvolvida pelo laboratório Zafgren, é um análogo de um composto naturalmente isolado do fungo Aspergillus fumigatus

O beloranib foi originalmente desenvolvido para o tratamento contra o câncer em virtude de seu potencial inibidor da angiogênese (formação de novos vasos sanguíneos, processo crítico no crescimento de tumores). Durante as pesquisas logo foi observado o potencial para uso em obesidade, mudando radicalmente o foco dos estudos. 

A medicação atua inibindo a enzima metionina aminopeptidase 2 (MetAP2), levando à redução na síntese e aumento na queima de gorduras. Nos ensaios clínicos os pacientes também apresentam redução do apetite e do LDL. 

Esta semana foram publicados os mais novos resultados, provenientes do acompanhamento de 147 pacientes. Metade recebia beloranib subcutâneo (sim, injeção, infelizmente) duas vezes por semana e a outra metade recebia injeção de placebo (para achar que recebia o remédio e anular vieses psicológicos). Não receberam qualquer recomendação de dieta nem de atividade física. 

O resultado? Quem usou a maior dose emagreceu quase 11kg em 12 semanas, enquanto o grupo placebo não perdeu sequer meio quilo. Houve redução no colesterol, na PCR (marcador de risco cardiovascular), circunferência abdominal e pressão arterial. Os efeitos colaterais incluíram insônia e desconforto gastrointestinal. 

Por mais que se exija cautela com eventuais efeitos de longo prazo de uma medicação que inibe a formação de novos vasos sanguíneos, os resultados impressionam. O beloranib é apenas um exemplo de inúmeras inovações que chegarão nos próximos anos para ajudar a emagrecer. Que venham (com segurança) logo!