terça-feira, 22 de março de 2011

Mais um Gol da Metformina


A metformina é uma medicação antiga, barata e segura para o tratamento do diabetes mellitus. De quebra, induz um pouco de perda de peso. Tradicionalmente prescrita para combater a resistência à insulina, tem demonstrado capacidade até de ajudar na preservação do pâncreas.

Numa época de "caça às bruxas", em que todo medicamento é responsabilizado por infarto, derrame, infecções, alergias, esquizofrenia-em-saci-pererê etc., não pode passar batido um artigo sobre a metformina. Publicado na última edição do Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism, ele avalia a influência do medicamento sobre as células do adenocarcinoma de útero. Este representa um tumor bastante frequente, mais ainda em obesas.

Analisando em laboratório a capacidade de células tumorais invadir tecidos e provocar metástases (sim, já existem sistemas artificias para medir isso), verificou-se que o soro de mulheres tratadas por 6 meses com metformina era diferente do mesmo soro antes do tratamento. Após o uso da medicação, tinha a propriedade de reduzir a invasividade das células malignas.

O estudo é coerente com outros artigos, que relatam menor incidência de câncer nos diabéticos que usam o fármaco. Mais um gol da (veterana) metformina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário