segunda-feira, 14 de março de 2011

Aleitamento, Alimentos Sólidos e Risco de Obesidade


Ainda há controvérsias sobre o momento de introduzir alimentos sólidos para o bebê. Um dos motivos para a dúvida consiste no receio de que progredir a alimentação muito precocemente poderia aumentar o risco de obesidade.

Um pesquisa realizada em Boston, publicada este mês no periódico Pediatrics, avaliou 847 crianças, sendo que um terço delas não havia sido amamentada (também foram alocadas para este grupo as que mamaram por menos de quatro meses). O grupo do aleitamento exclusivo teve uma prevalência de obesidade bem inferior aos 3 anos de idade: 7%, contra 13% daqueles que receberam fórmulas lácteas.

No grupo dos bebês amamentados, a época de introdução de alimentos sólidos não interferiu no risco de obesidade. Entre os que não mamaram no peito, ou o fizeram por menos de 4 meses, a introdução precoce dos alimentos sólidos (antes dos 4 meses) elevou em 6 vezes o risco de desenvolver obesidade.

A discussão sobre amamentação é complexa e envolve aspectos hematológicos, imunológicos, culturais e emocionais. O estudo, embora com um número limitado de crianças, fornece mais um subsídio em favor do aleitamento materno exclusivo ao menos até os 4 meses de idade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário