sábado, 18 de setembro de 2010

FDA veta entrada da Lorcaserina no mercado


Por nove votos a cinco, nesta quinta-feira 16/09/10, os consultores do FDA negaram a entrada da Lorcaserina (já discutida em outro post) no mercado. Argumentam que a perda peso não é muito grande (pouco acima de 5% do peso total, embora um subgrupo atinja 10-15% de perda) e que não há estudos sobre o benefício para comorbidades associadas. Demandam, além de estudos com obesos diabéticos e com doenças cardiovasculares, mais dados de segurança quanto a eventuais neoplasias e doenças valvares induzidas pelo fármaco.
Mais uma atitude autoritária, mais uma celebração ao Estado Orwelliano que se parece seja nos EUA, Brasil ou União Europeia. Por que não deixar cada médico e cada paciente decidir o que fazer com o próprio corpo? Quais os limites do controle de governos e agências reguladoras?
Sob o mesmo argumento, deveriam proibir cigarro, açúcar, esportes radicais, vale-tudo, viagens rodoviárias. Não existe vida sem risco. O que é benéfico ou interessante para uma pessoa pode não ser para outra.
Saem no prejuízo as centenas de milhões de obesos no mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário