domingo, 27 de setembro de 2009

Mais Essa


Não bastassem todos os outros riscos e consequências, aparece mais um inconveniente associado à obesidade: deficiência de vitamina D. Como pode faltar vitamina a quem come em excesso?


A vitamina D é lipossolúvel, ou seja, tende a se acumular em tecido gorduroso. Deste modo, a gordura "sequestraria" a vitamina D produzida na pele ou absorvida pelo tubo digestivo.


Como um grupo, os obesos exibem menores níveis sanguíneos de vitamina D. Estes níveis ainda sobem menos quando recebem uma determinada dose suplementar de vitamina D ou quando se expõem à radiação ultravioleta B (até 57% menos), se comparados aos indivíduos magros.


Mais uma evidência de que a reposição de vitamina D não pode ser uma "receita de bolo", demandando individualização da dose conforme as características clínicas do paciente.

Um comentário:

  1. Obrigada por sua explicação sobre carência de vitamina D nas pessoas obesas.
    Minha mãe é um pouco obesa e sente muitas dores na coluna. Toma muito sol e agora entendo porque tanto sofrimento (a gordura sequestra a vitamina D).
    Vou comprar um suplemento alimentar para que ela possa melhorar.

    ResponderExcluir