sexta-feira, 5 de junho de 2009

Desmistificando: BCAA




O nosso corpo é uma grande mistura de água, proteínas, carboidratos e gordura. Os músculos apresentam uma grande concentração de proteína, de modo que a suplementação desse nutriente com objetivo de preservação ou ganho de massa magra é uma ideia antiga.

Alguns aminoácidos (os “tijolos” que compõem cada molécula de proteína) precisam ser regularmente obtidos da dieta, uma vez que o corpo humano não é capaz de sintetizá-los a partir de outras substâncias. Dentre estes, estão os BCAA´s.

A sigla BCAA significa “branched-chain amino acids”: aminoácidos de cadeia ramificada. Esse “clube” do BCAA é bem restrito: leucina, isoleucina e valina.

Alguns estudos demonstram que os BCAAs, em associação com carboidratos, estimulam uma maior secreção de insulina. Vale lembrar que a insulina é um grande estimulador de síntese protéica; alguns fisiculturistas chegam a aplicar altas doses de insulina após o treino com o objetivo de maior ganho de massa muscular.

Outros estudos mostram que os BCAAs estimulam a captação de glicose pelos músculos. Sua suplementação antes e após o treino reduz o consumo e aumenta a síntese de proteínas musculares. Sua ação no sistema imunológico poderia até reduzir aquela dorzinha após exercícios mais intensos.

Pronto para encomendar uns 3kg de suplemento de BCAA? Não tão rápido. Vamos analisar o conteúdo destes suplementos.

A maioria dos suplementos de BCAA é na forma de cápsulas, contendo 500-750mg destes aminoácidos por cápsula. O preço varia bastante – de pouco menos de 30 centavos até quase um real por cápsula - e a garantia das concentrações é uma incógnita; boa parte dos produtos é importada. A regulamentação é frouxa por se tratar de suplemento alimentar (não é um medicamento).

Como concorrente dos suplementos, apresento um produto mais fácil de se obter, de menor variação entre os fabricantes: o simples peito de frango. Em 100 gramas (preço: 1 real), você obtém 5,5g de BCAA: o equivalente a 7 a 11 cápsulas. Outro exemplo: em um copo de leite desnatado, 1,8g de BCAA.

Fica a conclusão de que, embora potencialmente muito úteis, os BCAA´s podem ser empregados por vias bem mais inteligentes e econômicas do que as populares cápsulas.

Referências:

J Nutr. 2004 Jun;134(6 Suppl):1583S-1587S
J Nutr Sci Vitaminol (Tokyo). 2009 Feb;55(1):81-6
J Nutr Sci Vitaminol (Tokyo). 2009 Feb;55(1):52-8
http://www.nutritiondata.com/
http://www.corpoperfeito.com.br/ (venda de suplementos)
http://www.paodeacucar.com.br/ (preço do peito de frango)

3 comentários:

  1. muito esclarecedor o conteúdo desse blog. continue atualizando-o.

    ResponderExcluir